sábado, 24 de abril de 2010

Um pouco do amor




Minha vida foi bem curta, só vive 16 anos e alguns meses até agora. Não tenho muitas experiências sobre o amor, mas tenho o suficiente para conhecê-lo (contando claro com a minha mete deduzida e as historias que me contam e eu vejo em filmes ) .
Um pouco do amor é perder. Você perde pessoas que poderia amar, perde manias,
e em alguns casos perde até tempo. Felizmente alguns ou outros são pra sempre.
Um pouco do amor é ilusão. Você acaba descobrindo que não existem pessoas perfeitas. Existe sim uma conexão, uma relação. Isso é que é o amor. O amor é aquela pessoa que não é necessariamente perfeita, mas é perfeita para você.
Um pouco do amor é saber. Saber que eu ''te amo'' não é como '' tenha um bom dia '' . O amor exige muito mais de você.
Exige que você ligue que você cuide, que você se faça presente, perdoe,assuma, grite, e faça loucuras.
Dizem que o amor verdadeiro vem quando você não está procurando por ele.
como diz aquela frase sobre cuidar do jardim pra que as borboletas venham até ele. Não adianta correr, se desesperar. Uma hora o amor vai te encontrar. E quer saber de uma coisa? Ele estará onde você menos espera.
Se por acaso você o encontrar, valorize. O amor é como um botão de rosa, exigente, com espinhos. Mas pode ter certeza que quando ele desabrochar você se sentirá a pessoa mais especial do mundo.


Amanda Vieira

1 comentários:

Vivi disse...

Oie adorei teu blog :) sempre que puder venho aqui comentar bjs
segui meu blog
http://estripuliaesabedoria.blogspot.com/